Celebrar a vida e unir os povos que falam o mesmo idioma é a proposta do 7º Encontro de Poetas da Língua Portuguesa (EPLP), que começa hoje (4) de forma online, com transmissão aberta e gratuita na página do evento no Facebook. As conferências prosseguem até o domingo (7) e o encerramento será presencial, no dia 13, em Lisboa, com o lançamento da antologia Os Poetas, a Poesia e os Continentes.

A organizadora do encontro, Mariza Sorriso, ressaltou que o objetivo é promover a inclusão e o conhecimento de poesia e cultura de países de língua portuguesa. “Os encontros sempre apresentam poetas das mais variadas idades e níveis de vivência poética, renomados e premiados doutores e PHDs em letras, ao lado de poetas neófitos.”

A publicação comemorativa ao evento conta com 270 poemas de 123 poetas de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal. A obra homenageia o brasileiro Solano Trindade, o cabo-verdiano Oswaldo Osório, e o português-angolano José Manuel Martins Pedro, cofundador do EPLP , que faleceu em agosto deste ano, vítima da covid-19.

Programação

A conferência de abertura começa às 17h e, em seguida, haverá o Sarau Solano Trindade e família do EPLP. Amanhã (5), no mesmo horário, será realizado o encontro virtual José M. M. Pedro e poetas amigos. No sábado, às 15h, será a vez da homenagem ao poeta Oswaldo Osório, com apresentação musical da cabo-verdiana Neila Furtado e coautores, seguido de apresentação de poetas representantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). No domingo, a partir das 15h, terá início a live Ovídio, o poeta matuto e poetas coautores.

O encontro foi criado em 2013 e desde 2014 é realizado anualmente em Brasil, em Portugal e em uma capital africana, já tendo sido  organizado em cidades como Rio de Janeiro, Recife, Olinda, Belém, São Paulo, Lisboa (Portugal), Maputo (Moçambique) e Luanda (Angola).

A 6ª edição do encontro ocorreu em 2019, na Guiné-Bissau e, em 2022, o EPLP será realizado na cidade de Praia, em Cabo Verde, e vai homenagear o poeta Oswaldo Osório.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *