A Biblioteca Parque Villa-Lobos completa sete anos neste domingo (12) e para comemorar traz uma programação especial de aniversário com temática do centenário da Semana de Arte Moderna de 1922.

A abertura ficará por conta dos atores da Cia Articularte. O público poderá conferir bonecos dos espetáculos modernistas A Cuca Fofa de Tarsila e Portinari Pé de Moleque, que mostrarão o estilo e o uso das cores pelos artistas da Semana de 22. Serão cinco intervenções ao longo do dia, entre 9h30 e 14h30.

Na área externa, tem o tradicional Domingo no Parque, um espaço para contação de histórias ao ar livre. A atriz Marina Bastos, acompanhada dos músicos Clarissa Angelo e Felipe Miyake, contam a história de poesia do menino Villa-Lobos, usando cantigas populares musicadas pelo próprio compositor. Cada apresentação é finalizada com o espetáculo Os Chorinhos de Heitor Villa-Lobos, do grupo Villa do Choro. Serão cinco sessões, entre 11h e 15h.

Para as crianças de 6 meses a 4 anos, a atividade Lê no Ninho tenta criar um vínculo afetivo com a leitura desde a infância. Usando fantoches, a contação de histórias tem a duração de 45 minutos e começa às 11h.

Na oficina Recortando a Semana de 22, das 14h às 15h30, o artista plástico Silvio Alvarez usa a técnica de colagem para fazer uma viagem no tempo para a Semana de Arte Moderna.

A biblioteca

Desde a inauguração, a biblioteca recebeu mais de 1,5 milhão de visitantes, emprestou 209 mil livros e fez mais de 5,8 mil atividades presenciais e online. O conceito é de biblioteca viva. Localizada dentro do Parque Villa-Lobos, o prédio foi construído na área do antigo depósito de resíduos da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo (Ceagesp) e possui uma área de 4 mil metros quadrados.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *