♪ É difícil ouvir ou simplesmente ler os versos da letra da canção Tudo vai passar sem relacionar a música da cantora e compositora paulistana Rachell Luz com a pandemia do covid-19 que aflige o mundo desde janeiro deste ano de 2020.

Na realidade, a música inédita foi escrita por Luz em 2016, quatro anos antes de a humanidade se assustar com a aparição e a veloz expansão do novo coronavírus.

Em 2016, a artista voltava ao Brasil – após temporada de seis anos nos Estados Unidos, período em que estudou música para se aprimorar como cantora e compositora – quando fez essa canção sobre superação que ganha o mundo na sexta-feira, 15 de maio, em single gravado em casa com produção musical assinada por Rachell Luz com Pretinho da Serrinha.

Embora Pretinho da Serrinha seja compositor e percussionista associado primordialmente ao universo do samba, Tudo vai passar é canção melodiosa, gravada no devido tempo de delicadeza, na levada serena do toque do violão da própria Rachell Luz.

Na vida pessoal da artista, Tudo vai passar acabou soando premonitória, mas não por conta da pandemia. É que, meses após compor Tudo vai passar, a artista descobriu que estava com câncer, já tratado e vencido.

É evidente que, em 2020, a canção Tudo vai passar adquire outro sentido além do relevante significado pessoal que teve na vida da artista.

Com cordas programadas por Misael da Hora, a gravação de Tudo vai passar foi mixada por Alexandre Rabaço.

Na discografia de Rachell Luz, o single Tudo vai passar sucede o álbum Ao nordeste do meu coração (2019), lançado três anos o álbum de estreia da artista, Kel (2016).



Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *